Multimidia Luv Life

Meu diário Multimídia

Multimidia & TV: O Poder das TVS Regionais

em 19 de agosto de 2010

Antes de começar a falar sobre esse importante meio de comunicação e informação, primeiramente é preciso definir o seu significado.

As TVS regionais, representam um espaço aberto para a cultura de cada região brasileira em emissoras de pequeno, grande e médio portes. São espaços garantidos pela constituição brasileira, mas não há registro da regulamentação das leis, o que colabora para que consequentemente, estas, não sejam cumpridas.

A mídia regional tem o papel de mostrar ao telespectador local um pouco mais do que acontece ao seu redor e também proporcionar atrativos não só para o público, mas também para as grandes redes de emissoras, tudo isso fora do eixo dos grandes centros do país.

A dificuldade e a burocracia que se instala em um projeto de implantação de uma TV regional em países que fazem fronteira com o Brasil, por exemplo, os países do norte e sul, colaboram para um processo chamado de Aculturação, que significa a perda de sua identidade original e há a implantação de uma nova, como é o caso das transmissões de novelas, seriados mexicanos.

A maior vantagem da TV pública regional é a que sua programação é livre, não impõe padrões de qualidade, conteúdo e tem a responsabilidade de mostrar o povo da maneira que ele é, sua cultura e folclore da maneira que ele é na sua origem, sem máscaras ou maquiagens. Essa é a nova forma de mostrar o lado regional da TV de forma independente do governo, contextualizar o regional sem fazer com que pareça piegas.

Atualmente, observamos que apesar das dificuldades de investimento em tecnologia e infraestrutura, existem TVS regionais que superam em qualidade muitos programas de produção nacional, dentro do estado do Pará, podemos destacar, o programa Sementes, Sem Censura Pará – TV Cultura Rede afiliada a TV Brasil e o programa É do Pará – TV Liberal, filiada a Rede Globo.

Aproveitar as potencialidades de cada estado, cada região brasileira de forma simples, original e que permita a interação do público e, por consequência, a valorização da cultura,identidade, pontos positivos de cada lugar, com isso, conseguir divulgar aquele estado, aquela cidade, para que posa ser visto dentro e fora do país, isso é o papel da TV pública, é esse o seu real valor e seu poder.


Uma resposta para “Multimidia & TV: O Poder das TVS Regionais

  1. Tony disse:

    Acho que podemos citar outros bons programas da TV pública regional (a TV cultura no caso): Cata Lendas, Cultura Paidégua, Sem Censura Pará, etc.
    Bom, mas o que me assusta mesmo é como as grandes emissoras (as não públicas) mantêm um padrão nacional dificílimos de ser mudado nos estados. Por exemplo, os jornais locais de todos os estados do Brasil, na Rede Globo, são exatamente iguais, da abertura e música de abertura, passando pelo cenário e a cara de babacas dos apresentadores, são todos idênticos.
    O mesmo ocorre, por exemplo, na Record. O Balanço Geral, por exemplo, é exatamente igual em cidades como o Rio, São Paulo e Porto Alegre (onde já tive oportunidade de ver), inclusive os apresentadores são tão toscos como o apresentador do programa de Belém.
    Acho que jornais como o SBT Pará, apresentado pela Ursula é uma exceção à regra.
    Neste sentido a TV cultura é uma grata exceção considerando as TVs comerciais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: