Multimidia Luv Life

Meu diário Multimídia

Multimídia & Social : A importância dos movimentos estudantis

O movimento estudantil vem cumprindo um papel importante na luta por uma educação pública, gratuita e de qualidade social e vem ocupando também um grande papel na história, galgando assim, um lugar de destaque na luta pelas transformações sociais efetivando pela ampla participação nos principais processos políticos vigentes em nossa sociedade.

É famoso pelo papel que assumiu na luta pela redemocratização do país, porém a indagação questão principal que hoje se coloca é de que forma devemos organizar a nossa juventude nas nossas universidades, nas escolas, na periferia, nos diversos movimentos sociais, para vencer a precarização do ensino. Como podemos organizar a juventude que cada vez encontra mais dificuldades em entrar no mercado de trabalho e também nas universidades públicas e quais os possíveis caminhos que devemos trilhar na luta por uma sociedade melhor?

União é a palavra-chave! Unidos todos temos voz e nunca ninguém vai ousar falar mais alto conosco mesmo sendo autoridade ou quem seja. Somos estudantes e merecemos ter nosso direito de ser respeitados, afinal não é partindo de nós que depende o futuro?

A educação pública enfrenta infindáveis problemas e não devemos nos abater diante da precariedade de nossas universidades e escolas, mas também não adianta nada se ficarmos reclamando e não nos movimentarmos. Falar é fazer! Nós estamos em busca de dignidade e estudo de qualidade, não queremos mais nada que não seja nosso por direito! Precisamos de companheiros comprometidos e que sejam a nossa voz, quer seja onde for,inclusive judicialmente.

Queremos também quebrar esse estigma, não somos marginais e muito menos vândalos!! Não nos julgue, pois lutamos pelo melhor para todos! É a universidade que faz a verdadeira inclusão social e democrática que esse Brasil merece. Acredite no seu poder, acredite no nosso poder, pois só unidos seremos fortes!

O movimento estudantil foi e continua sendo ma arma poderosa dos estudantes. É o meio pelo qual podemos defender nossos interesses e tentar modificar a realidade dentro e fora da Universidade, ele não deve ser simplesmente abandonado ou estagnar por maiores que sejam as dificuldades, mas ser constantemente reciclado em contato com a realidade e reciclado pela entrada de novos estudantes, pois a participação é a condição fundamental para qualquer transformação.

DE BRAÇOS DADOS SE CONSEGUE O QUE QUER!!


“Nossa identidade é nosso lar

E dentro de uma área de exclusão

Comandante Marcos, Afrika Bambaata, Pe Cícero e Lampião

Contra a mente de exclusão, sempre souberam

QUE O INSTINTIVO É COLETIVO MEU IRMÃO

Ééééééé…

Eu represento o INSTINTIVO COLETIVO…

Eu represento o INSTINTIVO COLETIVO”

O Rappa

CAL/CUNCAST: JUNTOS NÓS SEREMOS FORTES!!! Estamos chegando…

3 comentários »

Multimidia & Sociologia Visual

Quando se tem mais de uma área de interesse, convém-se fazer uma junção não é mesmo. Eu adoro o estudo sociológico e adoro a forma de pensar em cada situação do cotidiano. Após a leitura de um trecho do livro SOCIOLOGIA DA FOTOGRAFIA E DA IMAGEM, de José de Souza Martins, resolvi escrever um breve ensaio da concepção do papel exercido pela fotografia dentro do estudo sociológico. Adoro fotografar e adoro a forma como essa arte consegue intervir em nossas vidas. A cada click, emoções são registradas, memórias são eternizadas, mas esse pensar na fotografia vai além de clicar, é mais profundo do que isso. É uma mágica, uma sensação que temos, é como se estivessemos registrando todos os sentimentos e emoções em um pedaço de papel que singnifica muito mais que isso, é como uma máquina do tempo. É como se vivenciássemos aquilo tudo ao se deparar com o registo palpável daquilo que foi vivido.

Espero sinceramente poder passar de forma mais objetiva possível que o ato de fotografar significa bem mais do que pensamos e espero que possam entender a minha mensagem!

Qual o papel da fotografia para a sociologia??

Hoje em dia o ato de fotografar ficou banalizado, perdeu sua essência original que é caracterizada pelo registro de fotos memoráveis, que transpõem a emoção de um momento único vivido. A fotografia é um recurso de memória, mas esta essência se perde ao substituir-se o fotografado por algo manipulado, quer seja humano ou objeto, assim assumindo uma nova personalidade que não condiz com o real e o descaracteriza.
Para a sociologia, a fotografia ainda não possui um registro definitivo no que diz respeito aos meios de observação e registro das realidades sociais, mas isso não a impede de que alguns ramos da fotografia possam acrescentar algo a sociologia, tais como fotojornalismo, e estes acrescentam para com a indagação sociológica, já que a câmera fotográfica nos permite enxergar além da lente, nos trazendo a oportunidade de vivenciar aquele momento que se tornou eterno e que antes pertencia somente ao universo do fotógrafo e agora é compartilhado com todos.
A partir da fotografia, é retratada a realidade de diversas comunidades e sua cultura, nos trazendo conhecimento objetivo através das imagens e dependendo da conveniência do que quem está por detrás da câmara queira nos mostrar, pode-se dar acesso tanto ao real quanto ao irreal.
Este recurso de observação de técnica de pesquisa se perdeu após a sociologia abandonar a objetividade e começou a utilizar-se de técnicas não tão precisas para o estudo das realidades sociais e suas estruturas fazendo com que estas incertezas provocasse crises.
Dramaturgias sociais passaram a ser mais importantes e influenciaram em uma nova concepção cultura, nosso modos de ser começaram a ser concebidos.

Qual o papel da fotografia para a sociologia??
Hoje em dia o ato de fotografar ficou banalizado, perdeu sua essência original que é caracterizada pelo registro de fotos memoráveis, que transpõem a emoção de um momento único vivido. A fotografia é um recurso de memória, mas esta essência se perde ao substituir-se o fotografado por algo manipulado, quer seja humano ou objeto, assim assumindo uma nova personalidade que não condiz com o real e o descaracteriza. Para a sociologia, a fotografia ainda não possui um registro definitivo no que diz respeito aos meios de observação e registro das realidades sociais, mas isso não a impede de que alguns ramos da fotografia possam acrescentar algo a sociologia, tais como fotojornalismo, e estes acrescentam para com a indagação sociológica, já que a câmera fotográfica nos permite enxergar além da lente, nos trazendo a oportunidade de vivenciar aquele momento que se tornou eterno e que antes pertencia somente ao universo do fotógrafo e agora é compartilhado com todos. A partir da fotografia, é retratada a realidade de diversas comunidades e sua cultura, nos trazendo conhecimento objetivo através das imagens e dependendo da conveniência do que quem está por detrás da câmara queira nos mostrar, pode-se dar acesso tanto ao real quanto ao irreal. Este recurso de observação de técnica de pesquisa se perdeu após a sociologia abandonar a objetividade e começou a utilizar-se de técnicas não tão precisas para o estudo das realidades sociais e suas estruturas fazendo com que estas incertezas provocasse crises. Dramaturgias sociais passaram a ser mais importantes e influenciaram em uma nova concepção cultura, nosso modos de ser começaram a ser concebidos.

EXEMPLOS DE SOCIOLOGIA VISUAL

1 Comentário »

Multimídia, Compreensão & Interpretação: A importância da leitura

Tive a oportunidade de conhecer uma pessoa maravilhosa chamada Joelson Beltrão, um jovem apaixonado pelo universo das Letras e da Literatura, enfim, mais um amigo que veio pra somar na minha vida. Eu e ele, entre uma conversa e outra no emessene, resolvemos escrever um texto colaborativo. Surgiram vários temas, mas o tema escolhido veio a calhar com o grande evento, a Feira Pan-Amazônica do Livro realizada todos os anos aqui em Belém do Pará.

A experiência de escrever com o Joelson foi muito bacana e sem dúvida, foi uma das melhores da minha vida. Teremos 4 anos juntos, assim, esperamos que muitas outras experiências boas aconteçam.

Chega de enrolação… Eis o texto:

A Importância da Leitura

A leitura sempre será uma das atividades que influenciarão na formação socioeducativa de qualquer indivíduo. A mesma deve ser introduzida na infância, pois quando o hábito de ler é iniciado nesta fase, as consequências serão melhores e mais produtivas. Ler significa a transposição da realidade para outro universo. A imaginação toma conta dos sentidos, é onde se pode voar, enfim, ter a capacidade de poderes especiais. É nela que você entra em um mundo pessoal, subjetivo e único. O indivíduo que lê, tem diante de si um leque de vantagens das mais variadas possíveis e este hábito proporciona maior conhecimento de mundo, onde você pode discutir temáticas das mais polêmicas às mais comuns.

O vocabulário pessoal se torna melhor, pois a leitura tem o poder de mostrar palavras novas, palavras diferentes, ás vezes até fora do usual. A própria ortografia é uma das mais privilegiadas e também a gramática enriquece, ao passo que a pessoa começa a conhecer a escrita correta das mesmas e os erros paulatinamente, são deixados para trás.

As produções textuais de todas as modalidades de textos tornam-se mais ricas, produtivas, com uma expectativa de coesão e coerência melhor. Até no ramo profissional, há diferenças na hora de admitir ou não um colaborador, pois hoje, as empresas estão mudando sua política de admissão interna: como uma empresa vai contratar alguém que não sabe dizer quem é , em uma redação de 30 linhas?  E mais: de forma coesiva e com uma progressão de idéias?

O brasileiro está, atualmente, em um dos últimos lugares dos países mais lêem. Essa falta de leitura, percebemos melhor na situação que se encontra a faixa etária infanto-juvenil.

Profissionais da área da educação aconselham os pais a iniciar seus filhos na leitura desde o momento da gestação, lendo histórias infantis e textos lúdicos para despertar logo de início o interesse pela leitura, este dado faz parte de pesquisa científica, o que nos leva a apoiar este hábito.

Hoje, temos crianças e adolescentes que não se interessam pela leitura por culpa de educadores que não fazem dessa, uma atividade presente na prática pedagógica das disciplinas e os pais podem ser os culpados por sua inércia, não despertam o interesse pela mesma na rotina educativa familiar. Pais também são agentes de educação fundamentais.

A imaginação daquele que lê dá ampliação aos benefícios que o ato de permite. O prazer de se transportar para aquele ambiente do texto vai além da imaginação. Essa experiência permite também que ao mesmo tempo em que estamos obtendo conhecimento através daquilo que se está lendo, temos a possibilidade de reflexão sobre o texto e conseqüentemente sobre a vida.

2 comentários »

Multimídia & Responsabilidade Social: Efeitos do uso irresponsável de anabolizantes

Não é mais nenhuma novidade que fazer usos de esteroides e anabolizantes causam danos à saude e matam com facilidade, mas parece que isso não intimida as pessoas, pois muitos ainda utilizam essas drogas para deformar a forma do seu corpo. O culto ao corpo está banalizado. Assistimos todos os dias as notícias de jovens que morreram por utilizar-se dessas drogas. Um certo padrão de beleza que obriga as pessoas a se enfiarem em academias, muitas vezes sem nenhuma supervisão médica ou com profissionais da área da educação física. As pessoas parecem combater biotipos, quando é muito magro e quando é muito gordo, nunca houve uma época de tamanha valorização ao corpo como atualmente, e acabam esquecendo que é o conteúdo que conta, e não a beleza.

Mas, o que são essas drogas?

Anabolizantes ou asteróides androgénicos anabólicos, são hormônios sintéticos que estimulam o desenvolvimento de variados tecidos do corpo a partir do crescimento de uma célula e sua posterior divisão.

Segundo especialistas em endocrinologia, o uso da “bomba” para aumentar a força física ou aumentar o seu tamanho não é nada mais que um mito, pois o anabolizante apenas dá um efeito chamado de overtraining que acontece quando a pessoa tem a impressão de que se encontra em condições de enfrentar horas de atividades físicas, dá a sensação de tornar-se mais resistente ao treino. Esse ganho de massa muscular através de íons e da retenção de líquidos. Um sério problema de saúde pública em pleno século XXI e em plena era da informação.

Será que vale a pena arriscar a sua vida em nome da vaidade? Farei uma lista de complicaçãoes e doenças causadas pelo uso excessivo ou não destas drogas. Mas antes, gostaria de falar que anabolizantes, em alguns casos, podem ser utilizados de forma controlada como parte de tratamentos para pacientes em pós operatórios, cacos de osteoporose, desnutrição, além de outras patologias, tais como, deficiência hormonal de testosterona; câncer de mama feminino; anemia; impotência sexual (por insuficiência testicular); retardo pubertário masculino; eunuquismo (castração) e climatério.

Mas como tudo na vida tem um lado positivo e outro negativo, o uso indiscriminado de bombas provoca sérios danos à saude, importante dizer, que listei apenas algumas consequências, pois as complicações caracterizam um caso de problema de saúde pública.

Alguns efeitos colaterais mais comuns:

  • Calvície,

  • Hipertrofia da próstata;

  • Acne;

  • Agressividade;

  • Hipertensão;

  • Limitação do crescimento(os asteroides limitam a ação do crescimento);

  • Aumento do colesterol;

  • Virilização em mulheres (crescimento de pêlos na face, engrossamento da voz, hipertrofia do clitóris e amenorréia);

  • Ginecomastia (excessivo crescimento de mamilos em indivíduos do sexo masculino);

  • Dores de cabeça;

  • Impotência e esterelidade;

  • Insônia;

  • Lesões no fígado (hepatotoxidade);

  • Problemas de tendões e ligamentos (muitas vezes o aumento da força é desproporcional à capacidade de adaptação de tendões e ligamentos);

  • Câncer ósseo;

  • Rigidez muscular.

    Existem várias outras lesões que podem ser irreversíveis.

Essas consequências aparecem com mais frequencia nos indivíduos que fazem uso continuado e frequente, pois para obter os resultados almejados o “tratamento” deve ser feito através de ciclos crônicos, assim aumentando a rapidez com que aparecem os efeitos, mas sempre são efêmeros e fugazes e o interrompimento do uso, acelera a perda do volume muscular também em tempo recorde.

Do ponto de vista esportivo, o uso destas substâncias é caracterizado dopping e é expressamente proibido pelas autoridades esportivas. Já no ponto de vista estético, a cada dia são utilizados não apenas hormônios asteroides, mas também certas dietas e suplementos de origem e fabricação duvidosas, que são mascarados em belas embalagens e comercializados inocentemente em farmácias e casas que vendem suprimentos para atletas, que pouco a pouco vão causando consequências seríssimas e vão mostrando seu efeitos deletérios. O pior é que a cada dia, as indústrias deste tipo de droga, seguem na busca de descobrir mais substâncias com maior potencialidade anabólica e com a ilusão de causar menor impacto virilizante, ou seja, proporcionar apenas o ganho de massa corporal.

Enfim, espera-se que as autoridades competentes aumentem e efetivem o controle e o combate à venda e uso destes medicamentos sem receita médica, e uma campanha de divulgaçao das drásticas consequências dessas práticas absurdas para assim conscientizar a população dos riscos, diminuindo o número dos casos fatais da destruição que é a prática do anabolismo.

Atenção! O vídeo abaixo mostra cenas fortes de um jovem com sérias complicações de saúde devido o uso de asteroides, durante um atendimento hospitalar de emergência.

2 comentários »

Multimidia & TV: O Poder das TVS Regionais

Antes de começar a falar sobre esse importante meio de comunicação e informação, primeiramente é preciso definir o seu significado.

As TVS regionais, representam um espaço aberto para a cultura de cada região brasileira em emissoras de pequeno, grande e médio portes. São espaços garantidos pela constituição brasileira, mas não há registro da regulamentação das leis, o que colabora para que consequentemente, estas, não sejam cumpridas.

A mídia regional tem o papel de mostrar ao telespectador local um pouco mais do que acontece ao seu redor e também proporcionar atrativos não só para o público, mas também para as grandes redes de emissoras, tudo isso fora do eixo dos grandes centros do país.

A dificuldade e a burocracia que se instala em um projeto de implantação de uma TV regional em países que fazem fronteira com o Brasil, por exemplo, os países do norte e sul, colaboram para um processo chamado de Aculturação, que significa a perda de sua identidade original e há a implantação de uma nova, como é o caso das transmissões de novelas, seriados mexicanos.

A maior vantagem da TV pública regional é a que sua programação é livre, não impõe padrões de qualidade, conteúdo e tem a responsabilidade de mostrar o povo da maneira que ele é, sua cultura e folclore da maneira que ele é na sua origem, sem máscaras ou maquiagens. Essa é a nova forma de mostrar o lado regional da TV de forma independente do governo, contextualizar o regional sem fazer com que pareça piegas.

Atualmente, observamos que apesar das dificuldades de investimento em tecnologia e infraestrutura, existem TVS regionais que superam em qualidade muitos programas de produção nacional, dentro do estado do Pará, podemos destacar, o programa Sementes, Sem Censura Pará – TV Cultura Rede afiliada a TV Brasil e o programa É do Pará – TV Liberal, filiada a Rede Globo.

Aproveitar as potencialidades de cada estado, cada região brasileira de forma simples, original e que permita a interação do público e, por consequência, a valorização da cultura,identidade, pontos positivos de cada lugar, com isso, conseguir divulgar aquele estado, aquela cidade, para que posa ser visto dentro e fora do país, isso é o papel da TV pública, é esse o seu real valor e seu poder.

1 Comentário »