Multimidia Luv Life

Meu diário Multimídia

Multinews: Manoel Marcondes Neto(@MarcondesNeto2) comemora 30 anos de carreira lançando livro, website e vídeo sobre Relações Públicas.

Formado em Relações Públicas pelo Instituto de Psicologia e Comunicação Social da UERJ (22/01/1982), professor há 27 anos na mesma universidade e com uma experiência executiva em organizações como Laboratórios Farmos-Delagrange, Methodos Consultores, República Produções, Universidade Gama Filho, Arthur Andersen, Andersen Consulting, McCormack & Dodge e Accenture, o autor resolveu oferecer ao público em geral, fora da esfera acadêmica, uma visão prática das situações em que as técnicas de relações públicas são úteis e podem geram resultados, com vistas a uma comunicação mais efetiva, transparente e alinhada ao marketing.
Relações Públicas ao alcance de todos

 

A ideia, contudo, nasceu de um compromisso acadêmico, quando das discussões, no âmbito do Sistema CONFERP-CONRERP, das novas diretrizes para o ensino de Relações Públicas. Manoel Marcondes Neto, contando com colegas da área, principalmente Alexandre Coimbra, Heloiza Reis, Marcelo Ficher e Renato Möller, preparou um ensaio e uma apresentação que deram origem a um modelo didático-compreensivo que denominou “os 4 R das Relações Públicas”, numa analogia aos conhecidos 4 P do composto de Marketing (Produto-Preço-Praça-Promoção).
Reconhecimento-Relacionamento-Relevância-Reputação

 

A partir de sólidos conhecimentos na área – o autor é doutor em RP pela ECA/USP, justamente na linha de pesquisa “Relações Públicas: Políticas e Processos” – Manoel Marcondes Neto organizou um modelo que congrega, sob quatro instâncias-macro, os 4 R (Reconhecimento, Relacionamento, Relevância e Reputação), todas as 16 táticas que podem ser empreendidas para a obtenção do que denomina “Relações Públicas Plenas” – meta de toda e qualquer política de comunicação, de empresa grande, média ou pequena, de órgãos de estado a organizações da sociedade civil, e mesmo de indivíduos – pessoas físicas preocupadas em construir, manter, enfim, deixar uma marca.
Livro, website, vídeo… e parcerias
O novo site já estava nos planos há muito tempo – o domínio “rrpp.com.br” foi registrado em 2006 –, quando convidou colegas da profissão, do mercado e da academia, para participar com contribuições na forma de artigos. A Conceito Comunicação Integrada, do jornalista Luis Monteiro, desenvolveu o projeto e o Cannal Z, o vídeo – um resumo do composto de relações públicas –, que teve a participação especial de Ciro Bottini.
“O livro é baseado no ensaio, mas sem jargão acadêmico”, diz, e intitula-se “A transparência é a alma do negócio: o que os 4 Rs das Relações Públicas podem fazer por você”. O autor bebe em inúmeras fontes de autoridade na área, mas procura falar a língua do quotidiano empresarial: “a abordagem não é para todas as organizações, pois algumas passam toda a sua trajetória sem precisar delas, afinal, como sempre digo: na infância das organizações, propaganda; na adolescência, assessoria de imprensa; na maturidade, cidadania corporativa – objeto direto de relações públicas”.
“Tudo isso não seria possível sem aplicar aquilo que Kopplin e Ferraretto ensinam em seu – ótimo – livro ‘Assessoria de Comunicação Social’, em que pregam que a ACS ideal compõe-se de errepês, jornalistas e publicitários. Assim, fui buscar a jornalista Roberta Santo e a publicitária Lucila Komolibus para a empreitada, além de ter tido a benção de Terezinha Santos, que primeiro esboçou este lançamento, e do amigo e guru, Luiz Estevam Lopes Gonçalves, que foi meu professor na FGV”, conclui.
Manoel Marcondes Neto 
Professor adjunto da Faculdade de Administração e Finanças da UERJ; autor de “Relações Públicas e Marketing: convergências entre Comunicação e Administração” (Conceito Editorial, 2008, 2a. edição). Secretário-geral do CONRERP/RJ (gestão 2010-2012). Ministrou, na FCS/UERJ, as disciplinas Administração e Assessoria em Relações Públicas I e II entre 1985 e 2005 e ministra, na FAF/UERJ, as disciplinas “Comunicação Organizacional” no mestrado e “Fundamentos de Marketing” na graduação. Na pós-graduação em Comunicação Empresarial da UFJF, leciona a disciplina “Relações Públicas e Propaganda Institucional”. Colou grau em 1982 no Curso de Relações Públicas do Instituto de Psicologia e Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
Fonte: Com dados da Twittcam realizada em 28/03/2012
 Blog pessoal de Manoel Marcondes Neto
Curta a Fan Page de Marcondes no Facebook
Twitter @marcondesNeto2
Deixe um comentário »

Netnografia: um raio x do consumidor 2.0

Publicado originalmente no site Papos na Rede

 

Netno o quê????

Netnografia é um um estudo, pesquisa qualitativa que visa colher dados e informações sobre consumo e comportamento de indivíduos nas comunidades virtuais. Originou-se no campo da Antropologia e consiste em conectar o pesquisador ao ambiente do pesquisado para assim poder coletar dados extraídos com a participação e observação cultural com relação às comunidades e seu dia a dia, ou seja, incluir ação/participação online, com as comunidades na web, assim, tornando-se um elemento importante dentro da cultura.

Durante sua participação no @paposnarede, Tati Tosi explicou diversas facilidades da web 2.0, deu ênfase à cultura de compartilhamento, o que facilita muito mais a captação dos dados, mapas mentais da pesquisa netnográfica, pois trata-se de milhões e milhões de pessoas compartilhando, criando conteúdos e postando nas diversas redes.

Outro fato interessante que Tati destacou é justamente o pioneirismo deste tipo de pesquisa, pois o mesmo ainda não se encontra presente no nosso país por questão de nosso mercado, infelizmente ainda ter uma mentalidade que não permite arriscar em termos de pesquisas aprofundadas sobre interação de indivíduos nas redes, limitando-se a apenas traçar mensurações de dados, não se atentando para as questões que acompanham as mudanças no cotidiano das pessoas, bem como elas pensam, agem , apreciam, aprendem, estudam, ou melhor, não se dedicam a pesquisar o marketing orientado aos fenômenos sociais.

É fato que este tipo de estudo precisa ser difundido largamente entre as organizações de comunicação, pois permite ir além da pesquisa atual, imagina o quanto deve ser bacana desenvolver e pensar estratégias focadas nas atitudes e interesses das pessoas?

Se você pensar que isso já vem acontecendo, de fato vem, mas a netnografia é a mais nova ciência do marketing! Entender o consumidor, os benefícios que coisas simples como a água pode mudar muito a vida das pessoas, assim como descobriu a empresa Danone ao investir em pesquisa netnográfica.

pesquisa netnográfica revela uma revolução de estudo de marca, consumidor, estratégia e tem tudo para ser tendência no Brasil, pois em nosso mercado existem muitos profissionais habilitados, já que para adentrar no universo deste tipo de pesquisa, precisa ter um pé entre a comunicação e a sociologia, que acredito que nosso país tem de sobra,mas também por ser uma técnica que se for feita de forma correta e ética pode gerar resultados muito bons e estreitar laços entre empresas/organizações e o consumidor, detectando onde está acertando, onde não está bom e onde pode melhorar.

 

Deixe um comentário »

Multinews: Gestão Avançada de Mídias Sociais #Pará

Quem acompanha esse e o Blog do @camisa_nova vem percebendo vários eventos na área de mídias sociais que estamos produzindo. Foi assim com o Social Media Week Conexão Belém São Paulo e as nossas oficinas de Redes Sociais na Prática. Isso ocorre porque eu e os 3 editores do blog do @camisa_nova somos dessa área, mas não se preocupem que estamos fechando parcerias para realizar cursos sobre outros temas.
O motivo de eu escrever sobre isso que estaremos dando apoio para um puta curso que vai se realizar em Belém sobre análise de mídias sociais.
O Curso de Gestão Avançada em Mídias Sociais é um dos melhores cursos para quem quer trabalhar na área. Com conteúdo provido pela PaperCliQ, o curso já percorreu várias capitais brasileiras. Abordagem PRÁTICA (NÃO É PALESTRA), carga horária de 12 horas, é voltado a profissionais de agências, veículos, produtoras, consultores, empreendedores e pesquisadores atuantes ou interessados em Mídias Sociais. Foco em estratégias, ferramentas, métricas e monitoramento…Ministrado por Renata Cerqueira , sócia da PaperCliQ – Comunicação e Estratégia Digital. É formada em Jornalismo na Universidade Federal da Bahia e pós-graduanda em Gestão da Comunicação Organizacional Integrada, na Escola de Administração da mesma universidade. Atualmente, dedica-se a pesquisas envolvendo Mídias Sociais, Branded Content e a participação do internauta em ações propostas por marcas.

Será realizado na Sede da nossa parceira Yesbil Comunicação Digital | Av. Almirante Barroso, 1043 (entre Timbó e Vileta), Marco.

Preço e Condições de PagamentoR$ 400,00 Parcele em até 10x SEM JUROS no cartão.

R$400,00 até dia 22/04 (ou os 10 primeiros inscritos)
R$500,00 até dia 20/05
R$600,00 até dia 03/06

Obs.: Eles não aceitam inscrições no dia do evento.
Informações: contato@trespontosbrasil.com

Inscrições no site da 3Pontos http://www.trespontosbrasil.com

1 Comentário »

Multinews: Faltam 39 dias para a edição 2011 do #congresso3em1 da @megabrasil

Faltam apenas 39 dias para o maior Congresso de Comunicação Corporativa da América Latina. Promovido pela @megabrasil comunicação e a edição 2011 terá dois temas interessantíssimos: ”O Brasil sustentável e as novas fronteiras digitais e sociais de Comunicação Corporativa“.

O que é o #congresso3em1?

Três em um porque une tudo o que de mais interessante acontece nos congressos de Comunicação Corporativa brasileira + o Congresso de Comunicação Digital e + o Congresso de Comunicação no Setor Público.

A programação será extensa e vai contar com muitas palestras, oficinas, Expo Comunicação 2011  e mais de 10 conferências. Haverá também o Encontro com Jornalistas, onde estarão presentes os mais consagrados nomes da Literatura Jornalística brasileira e também a premiação da personalidade da comunicação, no intuito de reconhecer os profissionais que mais se destacaram para o avanço do setor.

Alcoa, SABESP, Vale, GM/Brasil e Grupo Boticário estão entre os patrocinadores do evento. Já no campo das entidades da área da comunicação, o #congresso3em1 contará com o apoio institucional da ABERJE, ABRP, Abracom, Abrasca, Fespesp, Intercom, Sinco, Sinprop, SPCVB e Sistema Conferp.

As edições do #congresso3em1 registram sucesso por conta de sua programação e por seus convidados e este ano não será diferente. O evento trará grandes presenças nacionais e internacionais, tais como Laura Schoen, da Weber Shankwick e Richard Trang, presidente de uma da SPRG, uma das maiores empresas de Relações Públicas da Ásia. Para ampliar as discussões que envolvem o ramo, confirmaram presença de representantes do setor comunicação do Governo Federal, grandes nomes como, Paulo Nassar, André Giuliese, Audalid Dantas, Léa Cavallero, entre outros.

Outro ponto de destaque no #congresso3em1 será a cobertura  nacional e internacional antes e durante o evento. Nela, estão envolvidas diversas empresas de renome no cenário nacional da comunicação e juntamente com um verdadeiro time de agências parceiras dos mais diversos seguimentos e atuações, do digital ao convencional. Entre elas estão, o Portal Mundo RP, Gargantini Comunicação Estratégica e a Alertse Qualificação.

O evento promete integração, informação, atualização e não importa se você é estudante ou profissional, você está convidado a participar deste momento. Quem tiver a oportunidade de participar, não irá se arrepender, pois vai voltar pra casa com muita coisa pra contar!! E os preparativos estão a todo vapor, porque eu vou estar lá!!

O #congresso3em1 da @megabrasil será realizado entre os dias 24 a 27 de maio no Centro de Convenções Rebouças, São Paulo.

Faça a sua inscrição através do site do Congresso Mega Brasil 2011 e não deixe de acompanhar as novidades do #congresso3em1 através das mídias digitais e sociais Blog #congresso3em1 e pelo Twitter #congresso3em1.

Participe também da ação promocional do Portal Mundo RP, em parceria com Rodrigo Cogo e @megabrasil para divulgar o #congresso3em1. Para participar, basta você escrever um texto próprio falando sobre o evento e você ainda concorre a um exemplar do Anuário Brasileiro das Agências de Comunicação e da Comunicação Corporativa. Consulte o regulamento da promo clicando AQUI.   Eu tô concorrendo!!

Deixe um comentário »

Multimídia & WWWeb 2.0: A Evolução da Internet e suas conexões

Oi pessoal, saudades disso aqui viu… Resolvi escrever sobre conexões motivada pela saudade das aulas de Tecnologia da Comunicação e Redes Interativas e também por aquela máxima que só damos valor ao que perdemos. Super verdade, pois vou iniciar o 5º semestre, não terei mais essa disciplina que tanto eu reclamava, porque eu achava um pouquinho difícil e técnica demais. Hoje confesso que apesar de ter tido um pouco de dificuldades, pude extrair bastante conhecimento, bastante coisa pra minha vida. TCRI vai deixar saudades… mas pra matar a falta, vou repassar um pouco do que aprendi nas aulas do Professor MsC. Emílio Arruda.

Vinte e poucos anos depois da criação de uma das ferramentas mais úteis, a internet foi tomando o papel de interligar pessoas, comunidades, países em rede que inicialmente não teria caráter comercial, mas como quase tudo nessa vida, houve uma pressão para que a internet se tornasse aberta para uso comercial.

Essas conexões que a internet nos permite hoje, possibilitam a navegação e interligação de países e informações que podem ser abertas em qualquer lugar do mundo a partir da sincronização de dados da web, e estes podem ser acessados de qualquer dispositivo conectado à rede e suas diversas formas de conexão.

A internet já passou por diversas fases e encontra-se em constante desenvolvimento, portanto podemos dizer que ainda vive período de infância tendo em vista que as evoluções que giram em torno desta ferramenta são aquecidas frequentemente com novidades diversas que não param de aparecer.

A vida nunca mais foi a mesma depois da invenção deste sistema, com isso foram adquiridos novos hábitos da vida moderna, novos acessórios tecnológicos que facilitam muito e nos entretem. Hoje em dia tudo gira em torno da internet, oportunidades de empregos,informação, relacionamentos, vida profissional, educação e etc. Criamos a necessidade de estar sempre conectados não importando se é do computador, celular, tablet e os outros diversos apetrechos tecnológicos que dispomos na atualidade.

Assim como a web evoluiu até esse ponto que estamos hoje, os tipos de conexão também evoluíram. O post de hoje nada mais é do que um túnel do tempo na história das conexões com a web.

Para acessar a rede, precisamos estar conectados (dãããã, Myla!!), mas você já parou pra pensar em todo o processo que as conexões passaram para nos permitir essa conexão quuuuuuase perfeita?

Bom, bem no comecinho da internet, nem tudo era perfeito e rápido. Era tudo via dial-up, ou seja, a conexão acontecia através de uma conexão discada, onde se utiliza um modem e uma linha telefônica fixa para acessar a rede. Apesar de ser relativamente barata, a qualidade não é das melhores. Constantes quedas de conexão e baixa qualidade de conexão, que ficam mais ou menos entre 56kpps, fora o fato de impossibilitar o uso da linha telefônica, pois a deixa com sinal de ocupado. Na rede dial-up, ou se conecta ou fala ao telefone, além do mais, a conexão muitas vezes é tarifada como uma ligação interurbana. O provedor da rede discada pode ser barata e até mesmo de graça, mas se você ficar por um longo período, pode ter um choque ao receber sua conta telefônica.

Depois da dial-up, veio a xDSL, que é um serviço oferecido também pela linha telefônica e a diferença entre a discada é a possibilidade de fazer ligações ao mesmo tempo em que navega na internet e também para chamadas de voz pelo pc. Um sinal não interfere no outro pela conversão de um sinal elétrico que trafega numa frequencia diferenciada entre voz, não causando interferências no outro, isso tudo desde que o pc possua placa de rede Ethernet.

O serviço xDSL também exige a contratação de um provedor de acesso web, já que a concessionária telefônica – por lei – não pode ser o provedor. Cada concessionária, dependendo da infra-estrutura que tiver instalada, pode oferecer diversas velocidades de acesso. No ADSL, por exemplo, a velocidade varia de 256 kbps a 8 mbps; o ADSL2 ou ADSL2+ vai 256 kbps até 24 Mbps; já o VDSL pode chegar a 52 Mbps e o VDSL2 até 100 Mbps. Apesar da popularidade desse tipo de acesso, ele não está disponível em todos os lugares.

O serviço xDSL tem uma característica importante: o compartilhamento da infra-estrutura. Por conta disso, se muito usuários estiverem usando o serviço em determinada região, ao mesmo tempo, a velocidade de acesso será mais baixa do que aquela que foi contratada. Por conta disso, as concessionárias deixam claro no contrato de serviço que garantem apenas 10% da velocidade nominal contratada.

Além disso, a conexão DSL é uma conexão chamada “assimétrica”. Ela oferece velocidade de download maior que a de upload, daí essa assimetria.

A conexão via cabo utiliza a mesma infraestrutura (cabo) do serviço de TV por assinatura, por onde trafegam, ao mesmo tempo, tanto o serviço de televisão quanto os dados de internet. Por isso, a oferta deste tipo de acesso está restrita às regiões onde também existe o serviço de TV paga via cabo.

Para esse acesso, exige um cable modem e um PC com placa ethernet. Um aparelho chamado splitter separa o sinal de TV dos dados da web, e o cable modem permite o acesso de seu PC à rede mundial. Uma das vantagens desse tipo de serviço é que a conexão com a web está permanentemente ativa; basta ligar o computador e sair navegando.

A internet via cabo possui velocidade estável e oferece vários limites de velocidade que variam de 128kpps a 24Mbps para download e upload, dependendo do limite que você contratou.

Pode-se optar pelo acesso via satélite, que apresenta disponibilidade de 99% do tempo por um ano e para utilizar, o usuário vai precisar de alguns hardwares, tais como antenas ou caixas externas(modens) e também precisa de um provedor web e as velocidades variam de 512kpps a 2mpps. A vantagem maior é a usabilidade, não importando onde você esteja, sempre terá acesso à internet e a cobertura é extendida por todo país.

Hoje em dia, uma das formas mais utilizadas de conexão à rede é justamente a via celular. Possuímos algumas conexões, celulares modernos que nos permitem estar conectados em redes 3G(satélite), mas infelizmente esse tipo de conexão ainda é muito lento em nosso país. Para o ano de 2011, as empresas de telefonia móvel, nos garantem a extensão da tecnologia e maior velocidade na transmissão de dados via celular. Atualmente, a velocidade de redes móveis varia de 50kpps a 800kpps, mas no caso de tecnologia CDMA a velocidade pode alcançar 2mpps.

Uma das conexões mais queridas nos dias atuais é a via rádio, ou wi-fi. O ponto alto dessa conexão é a mobilidade aliada à velocidade. Levar internet de um ponto à um ou vários outros pontos. É adotada por empresas, residências em geral, que possuem mais de uma máquina conectada. Para a implementação infraestrutural, necessita de um ponto de entrega de serviço de internet que pode ser via cabo, satélite, xDSL, um modem compatível(router), e antenas receptoras de rede sem fio para a captação do sinal.

Se a conexão for de uma velocidade elevada, este compartilhamento torna-se muito compensador e podem usufruir de conexão permanentemente boa e de baixo custo tanto de instalação quanto de manutenção. Se muita gente utilizar serviços de download ao mesmo tempo, pode prejudicar a qualidade de conexão.

Da forma em que a internet e os tipos de conexão evoluem, futuramente teremos mais uma possibilidade inovadora de conexão à rede, desta vez usaremos a internet através da luz.

Um sistema denomidado LVX, desenvolvido pelo norte-americano John Pederson permite o envio de informações através de um conjunto de LED’s para um tipo especial de modem ligado ao computador. Este modem recebe o sinal através de um sensor e permite acesso a internet muito semelhante ao acesso via wi-fi.

A primeira versão dessa tecnologia, permite velocidade de até 3 megabits por segundo. A conexão via LED já em funcionamento em localidade de St. Cloud e dará internet a edifícios municipais da cidade.

De acordo com a Associated Press, este modelo de conexão vem complementar as ligações de rede sem fio, ao mesmo tempo em que permite liberar o espectro de rádio neste tipo de ligação cada vez mais preenchido por redes wi-fi.

Mais uma vez a tecnologia a nosso favor, cabe a nós sabermos utilizar tudo isso da forma correta, com sabedoria e responsabilidade.

Referências:

http://sol.sapo.pt/inicio/Tecnologia/Interior.aspx?content_id=7903

http://pcworld.uol.com.br/reportagens/2008/01/18/conheca-os-diferentes-tipos-de-conexao-a-internet/paginador/pagina_2

2 comentários »