Multimidia Luv Life

Meu diário Multimídia

Da série – Aplicativos que amo: Gravity

Ain, que saudaaaadeeeeee! Quanto tempo, hein??

As últimas semanas tem sido bastante punks e com muitos acontecimentos, por isso o motivo de ter estacionado o blog por quase uma semana. Pra variar, o WP free deu uma contribuída com esse processo (tudo culpa dele! Hahaha)

O que é um blog multimídia? Muitos me perguntam o porquê desse nome, que inclusive adotei como meu nome profissional. Como estudante de Comunicação Social, imagino que tanto o mundo, quanto a nossa personalidade como profissional deve ser multimídia, ampla, agregando várias áreas tanto do saber quanto de experiências e etc. Então, ser multimídia é ser de tudo um pouco, dentro de um mesmo ambiente. E o ambiente que eu escolhi pra concentrar minha “multimidialidade”, mostrar que posso falar de tudo e foi este humilde blog, onde escrevo sobre tudo, tudo mesmo! Vou da linguística às mídias sociais, da Filosofia à tecnologia. Convenhamos que esses dois últimos aí, tem tudo a ver não é??

Pois então, eu estava morrendo de saudade desses meus preâmbulos! Hahahaaha

Dentro deste caleidoscópio de “multivíduos”,um conjunto de seres que interagem, coexistem em papeis simultâneos, que estão sempre a acompanhar as evoluções tecnológicas, que tem sede por relacionamento, seja ele online ou presencial (P:.S: prefiro usar esse termo, pois essa coisa de virtual gera uma certa polêmica na hora de explicar as coisas. Um dia, eu crio um post especial pra falar sobre o que é a virtualidade! Xá comigo!) há sempre uma busca incessante por acessórios (gadgets), que além de facilitar a vida, o trabalho e os relacionamentos humanos, estão se tornando extensões da nossa vida.

Quem de nós, que vive, trabalha com comunicação, ou melhor, em qualquer outra área consegue ficar muito tempo sem usar o  Twitter e o Facebook? Quem de nós consegue ficar sem dizer como foi o dia, como está a praia, curtir links e fotos legais, comentar quando alguém muda o status de relacionamento…

Nesse sentido, essa semana, o nosso blog vai falar sobre aplicativos. Isso mesmo, aplicativos que amamos que facilitam a nossa vida e que nos distraem quando estamos viajando, numa fila de banco, padaria, ou mesmo como uso profissional.

Euzinha, @Myla_Multimidia, costumo dizer que o Facebook é minha primeira casa. Local onde me relaciono posto meus trabalhos, mas em se tratar de contato direto, meu queridinho é mesmo o Twitter. Estou sempre conectada, quando não é de casa, é do meu Nokia E71, guerreiro e pau pra toda obra. Eu sempre digo que o bichinho não me quebra só um galho, mas me quebra uma árvore toda! Fora a infinidade de aplicativos disponíveis, eu procuro usar apenas os que possuem as funcionalidades que eu preciso pra viver, não gosto de ficar enchendo de aplicativos que não vou usar, até mesmo pela questão da memória.

O aplicativo mais perfeito entre os perfeitos é o Gravity. Ele é um um aplicativo para clientes Twitter, permite praticamente todas as funções do microblog, interface amigável e uso preferencial pra quem utiliza sistema operacional Symbiam S60 e v3, suporta contas múltiplas Twitter, Twitter Search, visualização de fotos, Foursquare e Facebook. Configure e utilize quantas contas você quiser, e use-as ao mesmo tempo!

Características Gerais do Gravity:

* Compatível com Twitter e Laconica;
* Funções disponíveis: tuitar, responder, seguir e não seguir, criar favoritos, pesquisar, atualizar automaticamente, entre outros;
* Permite visualizar agenda, respostas, mensagens e amigos;
* Emite alertas de áudio para agenda, respostas e pesquisas;
* Configuração e uso simultâneo de diversas contas;
* Múltiplos controles de pesquisa e TT’s;
* Postagem de fotos pelo MobyPicture, TwitPic, TwitGoo & Posterous;
* Pré-visualização de fotos do MobyPicture, TwitPic ou TwitGoo;
    * Abertura de URLs de qualquer Tuite;
* Rolamento cinético no S60v5 (Nokia 5800 Comes With Music e Nokia N97);
* Suporte para temas no S60v3;
* Modo tela cheia no S60v3;
* Função de auto atualização e acesso para testes beta;
* Conexão automática para Access Points e suporte para Roaming entre WLAN e GPRS/UMTS.

A palavra perfeita pra definir o Gravity é justamente a mobilidade, pois sua interface é essencialmente intuitiva, o que permite que você atualize as suas redes de forma rápida e simples. É desenvolvido pela empresa mobileways.de. Uma versão trial (teste) pode ser baixada na Ovi Store, portal Global de aplicativos da Nokia. Os usuários tem 30 dias para utilizar o aplicativo de forma gratuita.

Curiosidades sobre o Gravity:

  • O Gravity foi o primeiro aplicativo dedicado para Twitter e desenvolvido sob a plataforma Symbiam S60;
  • Tem a preferência de cerca de 43% de usuários de aplicativos mobile, passando o Twibble, com apenas 25%.

O aplicativo acabou de ser atualizado e eu já instalei e já tô usando como se não houvesse amanhã!! Não reparei graaaaaandes mudanças na nova versão, antes 1.50 6715, agora 1.6 6815.

A versão antiga tinha umas falhas e bugs, que tudo indica terem sido resolvidos nesse update. A interface deu uma melhorada, e o que já era bonito, ficou ainda mais bonito. Mudaram também a logo, agora ela tem cores mais fortes, o botão de Geolocalização também deu uma melhorada e o botão shift e apagar foram incluídos. O mais bacana nisso tudo é que o sistema agora facilita a autenticação OAUTH no Twitter, pois há alguns meses o Twitter publicou uma nota informando sobre suas novas políticas de privacidade e que haverá mais de um perfil de acesso, visando a restrição do acesso, já que alguns aplicativos que tem acesso a sua conta, também tem acesso à todas as informações do seu perfil, e também das suas DM’s.

Gostou  do Gravity? Faça o download gratuito e atualizado a partir do link http://bit.ly/6815ALL

Deixe um comentário »

Multinews: Lançada edição n.26 da Revista Espírito Livre!

Crowdsourcing é uma nomenclatura recente para algo que todos conhecemos bem. A construção colaborativa através da rede já vem sendo feita a muito tempo. Vários projetos de código aberto foram produzidos e se tornaram o que são justamente por causa da construção coletiva de vários entes, vários nós, pontos interligados em uma grande teia. E o que antes era um passatempo nerd, se tornou o motor de muitos projetos.

Alguém aí já pensou em como seria as nossas vidas sem a construção coletiva, responsável por exemplo, pela criação, manutenção e crescimento da Wikipédia? E as mobilizações que hoje são feitas através das redes sociais com os mais diversos propósitos? Projetos são criados, mantidos, remunerados e atingem maturidade através de vários pares de mãos, dezenas de dedos, milhares de IPs, espalhados mundo a fora. Compartilhar e constribuir com o outro são valores que aprendemos desde criança. “Reparta o seu lanche com o seu coleguinha”, ou “divida o seu biscoito com seu amigo”; você certamente já ouviu estas frases proferidas por entes queridos, pessoas que se importavam com você. Uma pena que tais valores, com o passar do tempo foram sendo esquecidos. Em uma sociedade como a nossa, o inteligente não é quem compartilha, mas sim aquele que esconde. Convido-o a reflitir os novos valores da sociedade…

Onde erramos?! Erramos? Ou tudo não passa de uma evolução (ou regressão)? Devaneios que esta edição apresenta em diversos artigos, ora técnicos, hora reflexivos e que nos leva a pensar, tentar entender o que hoje vivemos. E para nos ajudar a entender um pouco mais sobre este tema conversamos com Carl Esposti, criador do site Crowsdsourcing.org. Esposti clarifica o termo, com exemplos reais e palpáveis. Outros colaboradores como Alexandre Oliva, João Carlos Caribé, Ana Brambilla, entre outros, igualmente tratam o tema, com rigor e foco. Além do tema em questão, contribuições diversas e que merecem destaque!

A partir desta edição a Revista Espírito Livre também incluirá uma seção exclusiva sobre LibreOffice, a suíte de escritório líder e que certamente você utiliza. Se ainda não a instalou, não perca tempo. Existem versões para GNU/Linux e outros sistemas operacionais disponíveis no mercado. Diversas distribuições GNU/Linux, como Ubuntu, Fedora, OpenSuSE, Linux Mint, Debian e tantas outras já trazem o LibreOffice ou em suas mídias de instalação ou repositórios, bem como várias empresas que também sinalizaram positivamente quanto a suas migrações para o LibreOffice, logo, nada mais natural acompanharmos tal ascensão.

Partimos rumo ao terceiro ano, com a ajuda de muitos colaboradores dedicados, parceiros que nos ajudam de alguma forma e dos leitores que sempre estão nos acompanhando. Um abraço a todos que ajudam a construir esta incrível publicação.

Faça o download gratuito da revista clicando AQUI

Deixe um comentário »

O dia 22 de janeiro, os mass media e a vocação da unidade

Chiara Lubich sempre teve uma grande confiança nos meios de comunicação e nas novas tecnologias, considerando-as como instrumentos para difundir o ideal de um mundo unido, como você poderá acompanhar  no vídeo Comunicação e fraternidade (em italiano) publicado para a inauguração do novo site http://www.focolare.org.br. Hoje, a Chiara vai a nossa gratidão e a ela dedicamos este novo site internacional do Movimento.

O projeto de desenvolvimento durou mais de uma ano junto com muitas pessoas: com os focolarinos dos primeiros tempos; na redação com representantes de todas as várias realidades do Movimento; com os responsáveis da Obra no mundo, sem falar dos técnicos, gráficos, tradutores e consultores. Uma grande equipe que nos permitiu chegar até aqui, a quem agradecemos com todo o coração.

O fato de estar on line não significa que este site esteja “completo”, pelo contrário, sempre haverá ‘trabalho em andamento’. Uma entidade viva, em contínua construção e atualização com a contribuição de todos vocês. O seu objetivo: apresentar a vida do Movimento dos Focolares na sua unidade e diversidade.

Algunas novidades que vamos construir juntos:

4 palavras para conhecer e compreender o vasto mundo dos Focolares.

8 canais temáticos para ler os conteúdos do site de modo transversal, da economia à política, do esporte à educação, da comunicação à espiritualidade.

FocolariWorldwide: selecionando uma nação você poderá encontrar algumas informações úteis, como mapa, links, notícias, eventos e contatos.

Nas raízes: na Home Page um espaço para entrar diretamente na seção “Chiara Lubich – a fundadora”. A seção dedicada a Igino Giordani seguirá o mesmo modelo.

Espiritualidade. A “Palavra de Vida” é um dos conteúdos mais buscados no site atual. No novo portal ele será valorizado e enriquecido com experiências e material em multimídia, na versão original e na dedicada a crianças e adolescentes.

Linguagem visual: um grande “emotional banner”, fará a chamada para as notícias de atualidade. Molduras coloridas ao redor da cada conteúdo direcionam ao canal temático.

Material multimidiático: fotos, áudio e vídeo, estarão agrupados na “galeria de mídia”, com entrada direta da Home Page. As galerias fotográficas acompanham notícias e eventos específicos.

Web 2.0: o primeiro passo para a interatividade é o interesse. Com um simples “clik” poderemos compartilhar as notícias nas principais redes sociais (Fecebook, Twitter, Myspace, etc.).

Acesso direto para “crianças” e “teen”, com veste gráfica personalizada.

Interação com outros sites: um box que agrega notícias provenientes de outros sites dotados de Feed Rss (Cidade Nova, NetOne e outros).

Fonte: Site Internacional Focolares

Deixe um comentário »

Multimídia & Redes Sociais: Porque proibir o uso das redes sociais em empresas, instituições de ensino e órgãos públicos?

Mais cedo, uma amiga me questionou sobre esse tema, o que acabou gerando uma discussão bacana na página do ‘feissebuque’ dela. Soltei o verbo, afinal isso aí tava engasgado. Acho desnecessário esse tipo de proibição e acho também uma radicalidade sem tamanho. Eu duvido que os chefes que bloqueiam sites como facebook,blogger,msn, orkut e twitter, se conseguem ficar um dia sequer sem ao mesmo verificar seus emais, redes sociais ou postar em seus blogs, se caso tiverem. Seriam os primeiros a dar exemplo, mas muitos se comunicam toda hora através de dispositivos móveis como smartyphones e iPhones. Creio que isso seja tão bobo quanto proibir uma criança de se sujar de lama num jogo de futebol com os amiguinhos, mas infelizmente essa mentalidade é muito presente em nosso país, em nossas universidades.

Engraçado é observar que o uso das redes é meio que marginalizado* e não se dão conta da tendência mundial. Há poucos meses acompanhamos um marco na história do nosso país, as eleições 2.0, uma nova modalidade de campanha e também de conscientização política.

Enfim, a discussão flui tão bem que meus comentários na página do FB da minha amiga, viraram esse post. Se caso, alguém não concordar com algo, por favor se manifestem!

Comunicar: uma necessidade humana. Desde as primeiras civilizações os homens das cavernas já procuravam formas de se comunicar entre si utilizando maneiras rudes para fazer isso, através de sons que tiraram do próprio corpo ou através de instrumentos como paus, tambor e por fim, o fogo para comunicar-se com algo que estava distante. Na mundo contemporâneo, as formas de comunicação foram se modificando e hoje temos as redes sociais. O conceito de rede social é justamente a conexão de pessoas de acordo com uma identidade similar a partir de níveis, no caso os digitais, ou seja, formas de interações humanas através de meios, ferramentas digitais.
Infelizmente, ainda há pouca informação e um certo preconceito com as redes sociais, em alguns casos tentam coibir essa nossa necessidade básica de se comunicar. Acho isso bobagem. Hoje em dia, fazemos tudo conectados, trabalhamos ouvindo músicas, trabalhamos falando ao celular e conseguimos ser produtivos mesmo assim, tendo essa vida super, hiper ultra, mega concnectados. Sem sombra de dúvidas, podemos até melhorar nosso rendimento. Há casos de órgãos como o conceituado IEL que utiliza o ORKUT. isso mesmo! A rede mais polêmica, mas assim mesmo utiliza com o objetivos sociais, de estreitar laços entre funcionários, estagiários e chefes. Um verdadeiro exemplo a ser seguido!
Como tudo na vida não são flores, as redes também devem ter limites. Acho que vem super a calhar a proibição das redes para objetivos que não sejam os de sociabilização, acesso à conteúdos com teor descriminatório, incitação à violência, pornografia e pedofilia. Internet e redes sociais tem que ser usadas de forma consciente e responsável, assim como o voto, os relacionamentos interpessoais e etc. As redes nos permitem justamente combater esse tipo de coisa, por exemplo, em forma de mobilizações de ciberativismo e campanhas de caridade virtuais que a cada dia vem se popularizando e mudando a realidade de muitos através de ações geradas por seu intermédio, podemos citar inclusive, as doações e campanhas às vítimas das tragédias no RJ.
Para finalizar, a internet é livre, a partir do momento que foi disponibilizada para todos, os limites e barreiras foram quebrados, não devemos permitir esse tipo de coisa. Comunicação e informação são para todos. Desejo que as empresas abram as suas mentes e se liguem, pois é a maior bobagem proibir acesso as redes sociais e deveríam se preocupar com questões mais importantes dentro desses ambientes. Se todo mundo faz seu trabalho direitinho, não há do que se preocupar, mas sim incentivar o uso consciente dessas ferramentas. Vamos celebrar a liberdade, porque a ditadura já se foi há um bom tempo.

2 comentários »

Multimidia & Redes Sociais: Facebook – Agora com mais maneiras de mostrar e contar sua história

Com o intuito de popularizar entre os usuários das outras redes, o facebook nos apresenta as modificações que fez no perfil do usuário.

Agora temos um pequeno resumo sobre quem somos, nossas atividades, o que fazemos e também nossas fotos aparecem como se estivessem em um slide, seguindo o estilo do Flickr e algumas outras mudanças que houveram recentemente.

Uma das novidades agora gira entorno dos nossos projetos, trabalhos, estudos, o que nos dedicamos e o que fazemos quando estamos navegando na internet. Há também um espaço dedicado aos nossos interesses e este agora os permite que encontremos pessoas que possuem perfis parecidos, facilitando a interação com pessoas que não estão em nossa lista e também tem algo em comum conosco. É justamente um espaço para compartilhar experiências de forma panorâmica, assim como propõe a propaganda de lançamento.

Dessa vez, podemos destacar grupos diversos, como familiares, amigos mais próximos e companheiros de atividades.

De acordo com uma pesquisa rápida que fiz na minha página do Twitter, a maioria das pessoas não curtiu as mudanças do Facebook por considerar que está mais parecido com um curriculum. Já as pessoas que informaram que já estão usando o novo perfil, afirmaram que gostaram da novidade, pois adoraram a oportunidade de conectar-se com pessoas de acordo com os interesses e também curtiram as novas conexões que agora integram eventos que gostariam de ir, grupos com espaço para publicações de textos, fotos e vídeos.

Se você já faz parte do Facebook e quer saber mais detalhes sobre as mudanças, acesse facebook.com/about/profile

e para ativar basta apenas você selecionar o botãozinho verde localizado do lado esquerdo da tela, onde está escrito GET NEW PROFILE, mas se desejar ainda tem a opção de fazer um tour pelo nosso desenho do perfil caso você não queira atualizá-lo.


Deixe um comentário »